Isadora Duncan

Já que passarelas e os jornalistas especializados em moda anunciam ventos greco-romanos em vestidos cheios de drapeados e acessórios como as sandálias gladiadoras, resolvi falar de Isadora Duncan, essa bailarina norte-americana, precursora da dança moderna, que inovou e escandalizou a sociedade no início do século XX.
Isadora nasceu em São Francisco, em 1877, e faleceu em Nice, em 1927. Seu balé foi revolucionário porque aboliu o uso de sapatilhas de ponta, espartilhos, tutus, paços certinhos do balé clássico. Além de coreografar músicas de compositores como Chopin e Wagner, que não eram balés propriamente ditos, propôs movimentos livres, inspirados na natureza e em estátuas do período Clássico da Antigüidade. Por isso, dançava descalça e vestida como uma grega – daí a ligação com a tendência que citei no início.

Suas túnicas soltas, leves, algumas apenas amarradas, eram um escândalo para a época, mas estavam de acordo com a libertação que as mulheres começavam a ganhar com o fim da moda do espartilho (alô Poiret!), e roupas mais simples, práticas, propostas por estilistas contemporâneas a Isadora, como a Chanel e Madame Vionnet.

Assim como suas roupas e sua dança, era uma mulher livre que quebrou (também!) padrões de comportamento da época. Teve uma das mortes mais inusitadas, trágicas e… “glamurosas” da história. Como adotou o estilo meio grego também no dia-a-dia, morreu enforcada pela própria echarpe, que se enrolou na roda do carro conversível onde estava. Dizem que suas últimas palavras foram: “Adeus, amigos, vou para a glória!”, já que tinha acabado de lançar sua auto-biografia, Minha Vida.
Seu nome e sua história, porém, ficaram marcados e ela nos deixou essas belas imagens de sua arte e da sua própria figura, como inspirações.

Isadora Duncan e suas alunas

8 opiniões sobre “Isadora Duncan”

  1. Marcia,
    No último sábado, dia 9, assisti uma performance, onde a homenageada era Isadora Duncan. Recomendo pra quem é ou está em Brasília. Creio que vc iria gostar.
    Abaixo, segue o local pra quem quiser ir conferir. A atriz usava, apenas, uma túnica amarrada e estava belíssima. Pra quem quiser conferir a performance e o figurino, segue abaixo.
    Local: Teatro Mapati – 707 norte BL “K”
    Data 9 e 16 de agosto
    Horário:21h16
    Bjs

  2. menina, também não conhecia assim a história toda e AMEI. o que é morrer enforaca na echarpe num conversível e ainda gritar que vai pra glória, não é mesmo, minha gente? =)

  3. Já conhecíamos parte da estória dela, mas adoramos conhecer a parte que faltava…
    Vocês são demais!

  4. Oiiii Marcia, eu não conhecia Isadora e nem sua história, adorei ficar um pouco mais esssssperta rsrsrsr
    …e que morte hein?! bafo!
    Bjobjo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s