Little Joy

Take advantage of the season
to take off your overcoat
the spirits will lift
of those young men you provoke
but I’ll be laughing,
knowing I will take you home
(Brand New Start)
Meninas de vestidos de saia godê, rabo de cavalo e twin-set, com meia-soquete e tenisinho. Meninos de camisa com manga enrolada, calça justa, topete e muita brilhantina. Eles vão tomar milkshake e comer um cheeseburg em lanchonetes com bancos vermelhos de couro e na jukebox colocam uma música do Little Joy. Ok, essa cena é coisa da minha cabeça, mas ao ouvir o som da nova banda do Amarante (ex-Los Hermanos), Fabrizio Moretti (baterista dos Strokes e meu sonho de consumo), com outra mulher (se não me engano, namorada do Moretti, MUITO sortuda, é isso que me vem à cabeça.

Ou então uma praia na Califórnia, filmes do Elvis dessa época, pin-ups, poás, óculos de gatinho, biquínis com a calcinha grandona e o sutiã que deixava os peitos meio pontudos, sabem?

Estou viciada, ouço todo dia, o dia todo, dá uma sensação boa! O nome já diz tudo: little joy!

Relutei muito em ouvir porque, pra quem não sabe, eu era hermanete total. Até conhecê-los… e o Amarante não foi dos mais simpáticos (imagina agora?). Mas impossível negar o talento, e dos Strokes também sou muito fã. Então acabei ouvindo. Às vezes lembra demais as músicas do Amarante na época do LH (como Condicional), mas isso não tira o mérito.

Nesse clima fofo romantiquinho nostálgico, reuni algumas fotos, uma coleção iconográfica da época.

Minha avó paterna usou esses até a década de 80…

Quero um dinner na minha casa…

O filme Cry Baby, com Johnny Depp, faz uma sátira da época

Adoooro pin ups! Adoooro lingeries no estilo

Com as máquinas de costura cada vez mais popularizadas, toda moça elegante fazia seus vestidos com modistas!
E onde a sorte há de te levar
Saiba, o caminho é o fim, mais que chegar
E queira o dia ser gentil
À tua mão aberta pra quem é
In time, I’ll belong to you
That’s how it’s meant to be
And how it’s always been

(The Next Time Around)

Adendo nada a ver: Saiu hoje na coluna Gente Boa, do Joaquim Ferreira dos Santos, no Globo, a seguinte nota: “‘Tô bege’ e “me amarrota que eu to passada” já eram. A gíria agora para alguém que está pasmo com alguma coisa é ‘Me moderniza que eu to barroco'”. HAHAHAHA choraaaaaaaaaay!

Anúncios

6 opiniões sobre “Little Joy”

  1. Sou (muito) mais a menina sortuda e o Moretti que a Mallu e o Camelo. Desculpa (pq vc é hermante), mas é, hehehe.

    Encontrinho domingo!!!!!

    Te vejo lá, né?!

  2. huehuaehuhaeuhae
    eu ERA hermanete hehehe
    eu tb tati, ate porque não gostei muito do novo cd do camelo
    e quanto a mallu, apesar de gosta de folk q nem ela, acho a voz muito de menina…

    sou mais little joy hehe

  3. Filha, vamo combinar o seguinte então: eu aproveito por nós duas no Encontrinho e a senhora aproveita por nós duas os ares cariocas que eu tanto amo!

    Fechou?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s