Música: Móveis Coliniais de Acaju

* Foto da Lu
Vamos falar sobre música? Na verdade, eu tenho mais cacife pra dar pitaco em música do que em moda, se formos levar em consideração que eu estudei violino por 5 anos. E na moda, só passei de admiradora para estudante há alguns meses.

Adoro conhecer coisas novas que vão agregar alegria no dia-a-dia. E sexta conheci Móveis Coloniais de Acaju, bandão (tem muitos integrantes!) de Brasília. Como sempre atrasada em conhecer bandas novas, não sabia o que estava perdendo! A história é a seguinte: a Michele, minha amiga da pós (que tem a marca Minha Mãe que Fez), namora o produtor da banda e chamou eu e mais uma amiga da pós, a Lu, para conhecermos o som deles. E putz, OBRIGADA!!!

Além de ter animado meu final de semana, podendo desopilar à vontade, a banda tem um estilo diferente, que lembra o primeiro CD do Los Hermanos, só que com letras mais bem-humoradas, inteligentes e irônicas que me lembraram os Mutantes. Coisas como:
“Penso, dispenso explicações
Não controlo meu super-ego
Impossível entender minha tristeza
Já desisti não existe porquê
Sou apenas mais um alegre deprê”
(Seria o Rolex?)

“Por você a Babilônia
Seria ali na esquina
E o Mar Mediterrâneo, uma mísera piscina
Cercada de cerca viva
Isolando nosso condomínio
Cercada e bem protegida
Pros Paparazzi não poderem olhar”
(Copacabana)

“Se a vida lhe propõe
Certas agonias, melhor se prevenir
E não ser sadomasoquista”
(Sado Masô)

Sem contar que o show é maravilhoso, você não para de dançar um segundo, mesmo não conhecendo as músicas. Todo mundo cantando, eles têm muita presença de palco e um super carisma, principalmente o vocalista André Gonzales. E putz, no meio de uma das músicas, tocam “Glory Box”, do Portishead, quase MORRI! Porque é a A MINHA MÚSICA EVER! Me ganharam aí de vez! Tanto que voltamos no dia seguinte.

Na sexta, saímos com alguns integrantes para uma balada onde um cara muito bizarro tocava. Uma mistura de Antonio Conselheiro e Pepeu Gomes. E vários indies cantavam as músicas, o que me deixou com mais medo. Isso foi só um parênteses, hehehe. A noite paulistana anda me assustando por seu lado sui generis de QUALQUER COISA virar balada.

Em março eles lançam mais um CD, produzido pelo Miranda, aquele jurado gaúcho figura do Ídolos, produtor musical das antigas.

Vida muito longa aos Móveis, ganharam uma fã!

PS.: Estava eu dançando quando uma menina pergunta: “Você tem um blog de moda?”. Gente, a leitora me reconheceuuuuu, loucura!!! Katrin (é assim que escreve?), comente!!!! E me fala seu blog! Adorei!!!!

2 opiniões sobre “Música: Móveis Coliniais de Acaju”

  1. Fiha, pelo menos o fim-de-semana de alguém foi bom, porque o meu…

    MISERICÓRDIA, como diz a FÊ!

    Adorei que a banda é ótima!!

    E vou já tomar um banho de descarrego. Ainda bem que amanhã é dia de Iemanjá!

    Eparrei!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s