Já que não falei de Fashion Rio

Ok, eu ia sumir, mas não aguentei. Dei uma pausa na minha correria aqui pra falar do Fashion Rio. Seria bizarro um blog que antes cobria in locco o evento não esboçar UMA opinião, por mais medíocre que ela seja.
Confesso que em muitos desfiles tive uma sensação de deja vu danada. Parecia que estava vendo um blog de streetstyle gringo ou um editorial de moda de revista internacional. Não que apareceram cópias literais, mas muito mais do mesmo. Anos 80 saindo pelos ouvidos, narinas, TUDO! Pelo menos, esta década mais do que batida (parece que a moda só consegue ficar rodando entr anos 60, 70 e 80 ultimamente) começou a dividir espaço com um pouco de influência das décadas de 20 e 30 (e vimos isso também em algumas coleções resort lá nazoropa).
Vou dividir então minhas humildes opiniões entre a parte jornalista de moda e a parte consumidora, ok?
Redley – olhei muito rapidamente e ainda não tive tempo de digerir todas as informações, mas achei que a marca saiu um pouco mais das “tendências” já pré-estabelecidas. E reparem na coordenação de cores linda do primeiro vestido da foto:

Já que não falei de Fashion Rio
 
Espaço Fashion – Eu vi ao vivo o primeiro desfile dessa marca que nasceu bem pequenininha, mas sempre com idéias legais de formas. SEMPRE comprei na Espaço Fashion, mas depois que ela começou a desfilar, teve que pagar modelas e tudo mais e as peças ultrapassaram os 500, o que me tira do público (eu sei que não é por isso, foi ironia mesmo, hehe). Mas, como jornalista e pós-graduanda de moda, continuo admirando a marca. Como a Gloria Kalil disse na sua crítica, raro uma marca comercial apostar em um estilo forte e diferenciado.

 

Já que não falei de Fashion Rio 

Agora as coisas que gostei por gostar – e gostaria de comprar:

Salinas, sempre que preciso comprar biquíni, dou um jeito de ir na Salinas. Duram aaaaaaaaaanos, não saem de moda, não esgarçam, adoro. E este vermelho está um ESCÂNDALO! Gostei do cardigan laranja também. Aliás, acho que o Almodóvar poderia dar mais pano pra manga e aparecer em mais desfiles como referência, tudo a ver com nosso público.

Já que não falei de Fashion Rio
Cinto com fivela figurativa dourada (algum tema marítimo principalmente) apareceu em vááários desfiles. Esse da Têca eu gostei, assim como essa estampa de chitão desconstruído. Não gostei muito da coleção no todo. Outra compra que faria, se tivesse uma festa rega-bofe agora, seria esse vestido à la abertura de Sex and the City da Tessuti (mas, como info de moda, nada novidade né. Patricia Fields deu consultoria?)

Já que não falei de Fashion Rio

E por fim, queria saber se vão chegar às lojas o casting masculino da Redley. Né Santoro?

Já que não falei de Fashion Rio 

Agoro volto para as minhas tarefas, beijosmeliguem.
FOTOS:
CHARLES NASEH – CHIC (Redley e Espaço Fashion)
ALEXANDRE SCHNEIDER – UOL MODA (Salinas, Têca e Tessuti)
Ps.: Esqueci de falar da Lenny, mas hein, já é top, nem precisa.

2 opiniões sobre “Já que não falei de Fashion Rio”

  1. Achei q este ano o Fashion Rio estava bem fraco, só o lugar foi diferente. aqui perto da minha casa tem uma loja da Espaço Fashion, nunca vi uma loja estar sempre cheia como esta. Eu, pessoalmente não gosto das roupas, mas o povo gosta muito!
    Apareça no meu novo site http://www.marisarte.com.br e veja se gosta . Bjks

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s