Dica sobre Bergers

Dica sobre Bergers
Tem coisas, que só uma posição invertida na ioga (quando o sangue desce todo para a cabeça e oxigena melhor o cérebro) faz por você: um insight que era tãoooo óbvio, mas que você nunca tinha se tocado.

Apesar de ter assistido a série inteira (a maior parte em DVD), sempre aleguei que as personagens de Sex and the City não me geravam nenhum grau de identificação. Apesar do tema principal ser relacionamentos e nisso quase todo mundo é muito parecido, o mundo delas e a personalidade de cada uma não eram NADA parecidos comigo. Sempre achei um ótimo entretenimento, mas nunca havia achado aquelas situações muito próximas, nem de mim, nem de ninguém com quem eu convivesse.

Lembrem-se do Jack Berger, um dos namorados da Carrie? Ele é um escritor cool, que fez um super sucesso com seu primeiro romance e virou a promessa do mundo editorial de NYC. No meio do namoro, as colunas da Carrie viram um livro que se torna um fenômeno, chegando até mesmo a ser lançado na França. Neste meio tempo, Berger lança um novo livro e, apesar de Carrie achar genial, a obra não vai muito bem nas vendas e ele entra em ostracismo na editora (a mesma de Carrie).

Ele não aguenta o tranco e começa a brigar com Carrie. Até que pede um tempo. Reaparece. Depois de uma noite romântica, vai embora enquanto ela dorme e deixa um post-it. Sim, ele termina por um post-it.

Nesta época, tem um episódio sobre como alguns homens não conseguem lidar com o sucesso da parceira – mesmo que não seja um suuuuper sucesso, apenas algo que ele inveje. Não que a mulher seja bem-sucedida, ele que se sente um fracassado e não suporta se ver numa posição inferior a da mulher (na cabeça dele).

Talvez por isso, muitos acabam procurando mulheres que estejam mais perdidas ainda e estas acabam vendo a falta de rumo deles como um rumo seu. Ou em profissões sem muito “plano de carreira”, tipo vendedora, estudante-profissional, escritora-promessa, garçonete (embora eu ache que deva ser bem legal ser garçonete de lugares legais!), atendente de caixa, cantora-de-churrascaria, etc.

To falando de homens invejosos, mas podem ser também mulheres invejosas, conheço o caso também. Mas, culturalmente, é muito mais difícil pra homens aceitar se sentirem pequenos perto delas. Assim como existem caras que gostam de estar circulando com supermulheres, admiram e se orgulham disso! Santa segurança!

Há mais Bergers por aí do que imaginamos, mas… fazer o que? Conselho de Mãe Márcia é picar a mula e se munir de amuleto pra tirar olho grande. Energia ruim e tal. Pode crer que todos os nós passados vão se desatar logo nos primeiros centímetros de distância do bofe agourento.

Beijosdesliga.

2 opiniões sobre “Dica sobre Bergers”

  1. Nossa já tive um Berger na minha vida! Boa parte do tempo ele passava tentando me diminui!kkkkkkkkkk!!! É impressionante como alguns homens agem!
    Bjs, adoro seu blog!
    Cereja em conserva

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s