Produtores e assessores: diquinhas éticas


Produtor ou assessor, você vai carregar mais sacolas do que jamais carregaria fazendo compras!

 Muita gente me manda e-mail pedindo conselhos sobre como trabalhar com moda. Não que eu seja a nova Regina Guerreiro – como eu contei todo o momento-drama de me mudar pra SP pra vir estudar, acho que o pessoal se identifica. Geralmente, eu falo de jornalismo de moda, pensando mais na parte clássica de jornalismo (escrever e saber do que se trata, etc), quase nunca eu menciono outra faceta do jornalismo de moda: PRO-DU-ÇÃO!

Não só em moda, mas em outras áreas como cinema e TV, produção, na verdade, significa pepinos e estresses de correria e claro, sempre ele, Murphy te seguindo. Tudo que tem pra dar errado dá, geralmente é tudo de última hora, etc. No caso da moda, posso simplificar e dividir a coisa em dois lados: os produtores (estou juntando toda a hierarquia na figura do produtor, para ficar didático), e a marca das roupas representada pelo assessor de imprensa.

Não sou grande expert e ainda tenho MUITO, mas MUITO o que aprender. Mas já trabalhei nos dois lados. No Rio, dentro das minhas antigas funções, estava a de produção de moda. Também fiz cursos no Senac, etc. Em SP, sou assessora de imprensa de um grupo de moda masculina (quem sabe qual é, favor não falar, não misturo as coisas, ok?). Ambos são bem legais, mas podem ter as bads principalmente por causa de certas mancadas profissionais dos dois lados. Por isso resolvi fazer este post, com humildes dicas éticas dentro da minha parca experiência, para ajudar a todo mundo a ser feliz!

Para produtores:
1-
Tenha noção de que você está levando um bem de uma empresa mediante a autorização da mesma. É seu papel fazer o possível para zelar pela integridade deste bem e devolvê-lo como foi combinado com a assessora.

2- SEMPRE diga ao assessor para onde está produzindo. Não diga que está fazendo um editorial para uma grande revista se na verdade é para uma propaganda onde a marca não terá crédito. O assessor deve reportar a seus chefes e a seus clientes (as marcas) os resultados do seu trabalho. Isso é trapacear, anti-ético.
3- Se a assessoria estipulou um prazo e a produção vai estoura-lo, avise! Tente negociar, etc. Se as peças são produzidas nas lojas, a marca vai ficar desfalcada
4- Se você gostou da peça, não fique pra você, simplesmente!
5- Não use você mesmo as peças (pra ir numa festa, por exemplo) e depois devolva!
6- Assessor de imprensa não está abaixo de você na hierarquia, então não trate como empregado (aliás, não trate mal empregados nunca!). É um trabalho de parceria! Se ele for grosso, mantenha a pose fina, errado é ele. Se você estiver com muita pressa e ele não puder te ajudar MESMO, compreenda que ás vezes não depende SÓ do assessor.
7- Às vezes, vendedores de loja são grossos com produtores porque perdem a vez na venda para atendê-los. Procure não pentelhar muito o vendedor, trate todos da loja muuuito bem. Mas depois avise o assessor, com jeitinho, que não teve um bom atendimento. Ele vai comunicar a marca, que vai tentar passar para os funcionários que trabalho de imprensa é importante.
8- Mantenha uma agendinha de contatos sempre atualizada. Muito ruim você estar em uma assessoria há meses, falar sempre com um produtor e ele NUNCA lembrar que você trabalha lá e sempre procurar os assessores anteriores. É indelicado.
9- Seja muito, mas MUITO organizado com quantidade de produtos, tenha tudo documentado, inclusive comprovando que entregou tudo, peça assinaturas, etc.

Para assessores:
1-
O difícil de assessoria é que você tem que agradar aos jornalistas/produtores, ao seu chefe e ao cliente. Mas sempre procure preservar a vontade do cliente – a marca é dele, os produtos são deles e o $$$$!!!
2- Claro que existe uma hierarquia entre veículos. Alguns têm mais visibilidade que outros, são mais estratégicos para seu cliente. Eu disse VEÍCULOS. Trate as PESSOAS que trabalham nestes de destaque e nos pequenos de maneira cordial, como se todos fossem a Anna Wintour. Você nunca sabe onde o Zé Ninguém do jornal de bairro vai estar amanhã
3- Seja muito, mas MUITO organizado com quantidade de produtos, tenha tudo documentado, TUDO! Controle do que sai para produção É IMPRESCINDÍVEL
4- Um bom relacionamento com o gerente da loja onde as produções são feitas é uma mão na roda! Os vendedores vão entender melhor o seu trabalho se você for cordial, explicar, e mostrar os resultados! E também vão ajudar os produtores sem cara feia!
5- Lembre que você precisa zelar pelo patrimônio da marca e cobre produtores atrasados. Não é para ser grosso, mas em alguns casos, é preciso ser firme porque tem muita gente cheia de lábia por aí
6- Se alguém produz com certa frequência, com um número grande de peças (mais de 20) e a produção nunca é publicada, desconfie. Pode ser o caso 2 das dicas de produtores. Neste caso, aconselho a checar com os editores no veículo se a pauta existe.
7- Mantenha o mailing atualizado, mas isso é REGRA Nº 1 de qualquer assessor de imprensa
8- Seja rápido, ágil, pontual, simpático e prestativo. Se você for produzir e entregar ao veículo, seja fiel ao briefing que o produtor te passar. Não empurre algo nada a ver só porque quer divulgar. Não empaque o trabalho do jornalista/produtor ou quem vai ficar empacado é você.
9- Essa é cruel: Faça uma blacklist com quem mais deu trabalho, deu grandes mancadas e ainda por cima você ficou sem resultado. Estes você preste atenção ou corte as produções (com aval do cliente, é claro)

Lembram de mais algumas? O que eu lembrei agora foram essas.

Vamos profissionalizar cada vez mais nosso mundo da moda gentchy, todo mundo trabalhando bonito, fazendo coisas legais! Yes, we can!

 

PS.: um beijo para todos os assessores de imprensa legais que já encontrei e para os produtores muito queridos que estou conhecendo! Espero que eu não tenha decepcionado ninguém.

4 opiniões sobre “Produtores e assessores: diquinhas éticas”

  1. Sou produtora de moda, e é isso aí mesmo! Gosto bastante da profissão, mas como também curso Design de Moda fico meio perdida em meio a tantas coisas que posso fazer e agregar à produção. Mas me jogo! Em toda e qualquer coisa. Pretendo explorar mais o jornalismo.

    Beijão!

  2. Muito bom o post! São detalhes que a gente tem que prestar atenção, mas que no dia-a-dia acaba ficando esquecidos! É bom lembrar… =]

  3. lindo o blog, parabéns. acabei de criar o meu falando sobre o mundo da moda também. se você puder divulgar, ou pôr na lista de links, agradeceria =) (sou sua seguidora no twitter)obrigada.
    beijos

  4. Oi, Márcia! Simplesmente adoro tudo q escreve…e esse post está sensacional! Trabalhei como assessora de imprensa na área de moda em SP e aqui em BH estou abrindo a minha assessoria (correndo atrás por enquanto), já que por aqui o mercado ainda é carente. Esse post vai ficar na parede do meu escritório..pq sempre pensei nesses mandamentos e concordo com todos, mas quando a gente passa para o papel fica na nossa cabeça..pelo menos na minha. Arrasou!!!
    Bjo grande!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s