And we love Paul

A previsão do tempo era de um baita chuvão, o que me fez comprar uma capa de chuva no caminho – mas ela só vai se juntar às outras muitas capas que já comprei em shows e não usei. No lugar do aguaceiro, uma lua cheia gigante também veio assistir ao show do ex-Beatle Paul McCartney, ou Macca, pros íntimos. 

A lua amarelona foi só parte do melhor aniversário que já tive na vida! Sim amigos, ontem, dia 21, eu completei 26 anos ao som de um dos meus maiores ídolos (se não o maior vivo). 

Foi tudo lindo: a presença de palco incrível de Sir Paul, que sempre teve seu talento para showman destacado, ainda na época da beatlemania; o setlist cheio de clássicos; a banda animaaaaaaaaaaaal que o acompanha (amei o baterista); a vitalidade assustadora de alguém com quase 70 anos; os 64 mil pessoas que contribuíram para o clima “all you need is love”; e os meus amigos queridos que estiveram comigo durante o show e os que eu não consegui encontrar, mas sei que estavam compartilhando esse momentão.

Mas acho que a hora mais “vou desidratar” foi a homenagem a George. Eu já tinha visto vídeos no Youtube, mas o efeito ao vivo de Something é de cortar o coração. Na hora que a banda entra na música (no início, apenas Paul canta acompanhador de um ukelele) e as fotos do ex-beatle, que morreu de câncer há alguns anos, aparecem no telão, morremos de chorar. Blackbird também me emocionou – mas aí é porque a letra me diz coisas importantes.

Bom, já que – supostamente! – este blog é de moda, vamos falar um pouco dela? Um amigo deu uma ideia ótima, pena que o insight foi depois do show. Muitos fãs foram ao show com camisetas muito legais dos Beatles – nada de obviedades e clichês, mas coisas legais e divertidas, como esta dos Playmobeatles que eu mostrei aqui uma vez. Poderia ter fotografado algumas que vimos e usado num post aqui. Bom, já era!

Já o cantor, entrou no palco com um blazer azul-roberto-carlos. Brincamos que o brasileiro deve ter emprestado a peça ehehehe. Depois, com o calor e a animação, ele ficou só de camisa, calça preta e suspensórios.

Mas nem sempre o “beatle bonitinho” foi tão básico. Durante a época mais psicodélica da banda, principalmente, seu estilo era bem exótico para nossos padrões atuais. Não era muito diferente dos artistas e homens mais modernos da época – usavam elementos que hoje achamos que só cabem às mulheres. Uma pena…

(obs.: já falei um pouquinho sobre o estilo dos Beatles aqui e aqui)

Selecionei algumas imagens que achei nesse Flickr incrível , e do meu arquivo googleimagenístico pra ilustrar:

“And in the end, the love you take is equal to the love you make”

Anúncios

4 opiniões sobre “And we love Paul”

  1. Beatles… Paul… Paul… Beatles…
    Não consigo ver diferente!!!!
    Eu nem duvido q esse foi “O” show de todos os nossos tempos….
    Emociona!
    Ter estado lá, acho q nos faz sentir parte da história da música!
    Um show de Paul, é história “aovivo e a cores”…
    Adorei o post!

    Bjssssssss
    Ivone Alice

  2. Minha família toda foi no show, meus amigos também e euzinha aqui em Barcelona sofrendo pacas e verde de inveja (das boas claro!).

    Legal o post, que sorte a tua. E feliz aniversário viu?

    Beijinhos
    Vanessa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s