Sobre o (des)amor da nossa geração

Eu ia dormir cedo hoje. Mas é aquele negócio: internet vai te levando pra caminhos e pessoas que você não tava esperando naquela hora, né? Tipo a vida mesmo.

Aí que a Nayanne me mostrou via Twitter o vídeo de um cara bonito, barbudinho (<3) e que prometia, segundo a descrição, falar de amor. O primeiro. E ele sofreu. Bom, como eu não sou das mais sortudas nesse quesito, mas NUNCA perco o rebolado e o bom humor – além de amar debater sobre o tema – resolvi assistir.

E – perdão pelo breve revival do sotaque paulista – MEO, muito legal! Achei a edição meio “coisa de menino”, o começo meio forçando a piada, mas ele fala MUITA verdade e tudo que eu sempre tentei dizer pros meus amigos, tudo que eu sempre senti sobre o (des)amor da nossa geração, que vive dando cabeçadas por aí! E de um jeito hilário, sincero, deu a cara à tapa mesmo. Se expos, isso é lindo! Chega de robozada!

Tão curiosos? Então assistam:

E vamos refletir: 5 itens para se ter um relacionamento que deu certo:

SINTONIA – ADMIRAÇÃO – RESPEITO – PUTARIA – HUMILDADE

E não é isso? O resto é frescura, noia da nossa cabeça e bobeiras dessa sociedade uó! Algum dos pontos não bateu? Bola pra frente! Como diria uma amiga minha, “relacionamentos que acabam não rolando são como freelas que fazemos enquanto procuramos o emprego dos sonhos”. Experiência, formação e ainda dá aquela bombada no currículo. Hahahaha! Vamo que vamo!

3 opiniões sobre “Sobre o (des)amor da nossa geração”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s