Chanel e Mary Stuart da Escócia

No início de dezembro, a Chanel realizou um desfile lindo de Pre-Fall 2013 na Escócia. A inspiração do “Kaiser” foi uma monarca de verdade: Mary Stuart, rainha da Escócia que teve uma vida de muitos babados e acabou presa e executada a mando de sua prima, Rainha Elizabeth I da Inglaterra (não se assustem, não é a avó do William, mas a primera, filha do Henrique VIII com Ana Bolena).

chanel e mary stuart

Para quem gosta de história da moda, o desfile foi uma boa oportunidade de ver elementos da época em que Mary viveu (século XVI, nasceu em 1542). Golas caídas, que depois se transformaram em golas armadas, feitas de rendas ou linho engomados, ou em rufos volumosos. Decotes quadrados, mangas com volume no antebraço, penteados que vemos em quadros que retratam a rainha… Até mesmo o gibão, traje masculino, aparece na coleção. Os tecidos são, em sua maioria, as pesadas lãs escocesas, com a famosa padronagem também, o xadrez.

chanel_041_1366.450x675

chanel_045_1366.450x675

Como disse, a história de Mary foi muito movimentada. Nova, foi enviada à França para se educar e porque estava prometida para o herdeiro do trono, Francisco (que, por sua vez, também era de uma família com história de novela, filho da Catarina de Médici e irmão da Margot – quem viu o filme sabe do que estou falando). Se casaram cedo e apaixonados, mas Francisco morreu cedo.

Mary_Stuart_French_Marriage

Jovem e viúva, voltou para a Escócia, mas o cenário político estava movimentado. Se casou de novo com Lorde Danrley, que fez um complô contra a própria mulher. Ele acabou morrendo em um atentado que foi atribuído a Mary e seu suposto amante, Conde de Bothwell. Com a revolta do povo escocês, Mary acabou pedindo asilo para sua prima e rainha da Inglaterra, Elizabeth I (aquela dos filmes com a Cate Blanchett, para explicar para os leigos).

mary of scots

Logo, além da acusação de tramar a morte do marido, Mary também foi acusada de tramar contra a prima. Elizabeth então condenou Mary à execução que, na época, significada levar uma machadada no pescoço (guilhotina não existia ainda). Assim, em 1587, a bela rainha da Escócia morria.

E vocês acham babado as histórias da família real inglesa de agora, né? Pfff…

4 opiniões sobre “Chanel e Mary Stuart da Escócia”

  1. Adoro quando coleções resgatam elementos históricos e injetam um frescor e uma nova roupagem pras peças antigas. Soa nostálgico sim, mas como preview do que vai ser vendido depois é também inspirador. E adoro posts assim🙂

    1. pois é, com certeza a coleção não vai ser tão literal, mas as referências ficaram bacanas.
      e obrigada!!! =D
      bjs

  2. eu vi esse desfile da chanel em uma revista e li que o estilista karl largefeld alem de resgatar essa epoca em sua colecao ele investe em industrias e empresas antigas de tecido, ameacadas de falencia, achei um amor da parte dele ter feito isso❤. a proposito amei o post❤❤❤

    1. pois é, a empresa que faz o tweed da chanel estava indo à falência. para não ficar sem matéria-prima, compraram as empresas hehehehehe. na verdade é mais esperteza que amor, hahahaha!
      obrigada pelo elogio =]
      bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s