Programa de Casal

Outro dia, uma conhecida que acabou de se separar comentou que uma das coisas que ela menos vai sentir falta de um casamento são aqueles “programas de casal”: sair para um bar ou jantar com casais apenas. Em pleno sábado à noite, as outras mesas com várias pessoas, rindo, falando alto e se divertindo, e ela e o marido lá, com outro casal, “coisa leve”. Ela se questionava porque alguém comprometido com outra pessoa faz muito mais programas com outros casais do que com uma turma maior de amigos – solteiros ou não.

Girls-Season-2-Episode-4-It’s-a-Shame-About-Ray-2

Tudo bem que o marido dela poderia ser mala, e o casal de amigos também, mas taí uma coisa que eu não entendo: por que algumas pessoas, quando namorando ou casadas, diminuem suas rodas de amizade, limitando-se a encontros com outros casais para jantar ou ficar em um bar, etc.

Claro que é normal às vezes dar uma segurada na vida social – até os solteiros fazem isso! Todo mundo tem dessas. Ou nem todo mundo é super sociável. Mas se você está saindo de casa, POR QUE só com outro casal? Os solteiros são uma ameaça? Um grupo maior de amigos é uma ameaça? É um fenômeno que eu realmente não compreendo.

Não estou dizendo que sair um monte de casal seja entediante. Até tem festa de casal que deve ser bem animadinha (tipo, swing HAHAHA). Mas aquela cena clássica de 2 casais conversando contidamente, quem nunca viu? Uma vez ou outra vá lá, mas sempre?

Aliás, esse tipo de programa é típico daquelas pessoas que somem quando namoram e aparecem de novo quando solteiras – e aparecem com força total, demandando atenção dos amigos quase que full time. Mas aí, começam a namorar e simplesmente ignoram os antigos companheiros pra toda obra. Parece que sair para uma festa com amigos era só uma desculpa para conseguir alguém.

Acho que todo mundo tem seus momentos, suas fases: de querer ficar sozinho em casa vendo filme, de querer encher a cara em festas, de querer sair de casalzinho, de querer sentar num bar com mil amigos. O problema é quando alguém fica muito tempo numa fase só, eu hein!

Adendo! Vendo a situação de uma pessoa próxima, vejo que o “preconceito” acontece do outro lado também. Conheço uma jovem mãe de dois filhos, casadas que, depois de feito isso, quase nunca é convidada pelos amigos pra fazer programas. Nada!

Galera poderia se ligar menos em estado civil e mais no valor de amizade, hein?

3 opiniões sobre “Programa de Casal”

  1. Essa sua amiga também é uma caída, sorry: Depois de muitos anos de casada, com filhos pequenos, é obvio que não vou continuar saindo com os solteiros. Sei que mudei de degrau. Faz parte da vida, mudar a fase. Mas quando casei, e mais uns 8 anos, andei muito tempo com amigos solteiros , eu e meu marido, e as reuniões de casais são divertidíssimas, do contrário, fico em casa vendo filme…

      1. renata, desculpa, mas torço para seu casamento ser eterno, ou você vai ter que “descer de degrau”, rs
        que visão meio estranha e dura da vida, como uma escada evolutiva. será? como se uma opção tão pessoal: casar ou não, seja algo menos ou mais evoluído, seria isso?

        acho que você não entendeu o post…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s